Olhando o paciente como cliente: a era da experiência e da satisfação também impacta nas suas consultas

era da experiência

Antes de começar esse texto, vou te fazer uma pergunta: você já ouviu falar da “Era da experiência”? A expressão está relacionada à experiência do cliente. Ou seja, é uma maneira de contemplar as muitas perspectivas que envolvem a interação entre o usuário final e a empresa – no caso da nutrição, entre o nutricionista e o paciente.

Para se adequar à Era da experiência, o nutricionista deve oferecer soluções personalizadas e que estejam de acordo com as necessidades do paciente, causando percepções e sensações positivas. Todas essas estratégias devem estar voltadas para a satisfação do cliente.

Pode parecer óbvio, mas a busca pela satisfação do cliente continua sendo um dos principais focos das empresas. Na área da nutrição isso não é diferente! Por isso, preste atenção em pequenos detalhes e seja atencioso com os seus pacientes.

Confira cinco dicas que podem ser aplicadas em consultas e que irão te ajudar a entrar na Era da experiência.

Atenda bem o cliente

Se pudéssemos definir a Era da experiência em uma palavra, seria “satisfação”.

Por isso, não pense que somente o seu conhecimento e os diplomas serão suficientes para manter o cliente. As pessoas gostam de ser bem atendidas!

Durante a consulta mantenha o foco no paciente e preste atenção nas necessidades dele. Por exemplo, faça uma anamnese nutricional detalhada para conhecê-lo melhor e estabelecer um vínculo.

Tenha um consultório confortável

Claro que o atendimento será o grande diferencial para manter o cliente. No entanto, outro ponto que deve ser levado em conta é a aparência do consultório. Procedimentos simples como organização, limpeza, conforto e iluminação também podem interferir da escolha do cliente.

E lembre-se: não adianta você mostrar algo que não condiz com a realidade! Faça uma decoração que esteja de acordo com as suas possibilidades e que reflita a imagem que deseja passar para o público.

Escute os seus clientes

Já comentamos algumas vezes sobre a importância de levar em conta a alimentação atual do paciente no momento de elaborar a dieta. Impor um cardápio totalmente diferente do que ele está habituado não é a melhor forma de lidar com a situação.

As tabelas alimentares dão várias opções de alimentos que podem ser adaptadas de acordo com as necessidades de cada cliente. Por isso, apresente um cardápio que tenha opções de menus principais, e priorize alimentos que agradam o cliente.

Seja compreensivo

A reeducação alimentar requer tempo para adaptação. O caminho para realizar a mudança dos hábitos alimentares não é fácil, e contar um um profissional que seja compreensivo pode facilitar bastante.

Os clientes vão até o consultório em busca de ajuda para atingir os objetivos. Em muitas ocasiões estão envolvidas emoções e situações psicológicas, por isso a compreensão pode ser uma estratégia interessante.

Invista no pós-atendimento

O bom atendimento não deve acabar no consultório! Continue dando atenção para que o cliente sinta-se confortável, satisfeito e disposto a continuar o atendimento.

Por isso, mantenha contato com o cliente! Pergunte se ele tem dificuldades em relação ao tratamento e busque motivar o paciente a seguir os detalhes da prescrição. Além disso, mande mensagens com dicas e sugestões para facilitar a adaptação dele ao processo de reeducação alimentar.

Invista em um software de nutrição

Todos os tópicos que citamos acima estão englobados dentro de um planejamento que exige tempo, dedicação e investimento. Por isso é interessante contar com um software de atendimento e gestão nutricional.

Além de auxiliar no momento de otimizar o tempo, o Nutrifique pode ajudar a captar novos clientes – novos usuários podem baixar o aplicativo para visualizar receitas públicas criadas por nutricionistas da nossa rede, ou para verificar os nutricionistas próximos à sua localização.

Fale com a gente e conheça as outras vantagens de contar com o Nutrifique.

Posts relacionados:

Abrir o chat
Fale conosco